MAU-AUDIÊNCIA PÚBLICA NA OAB/RJ 17/05 ÀS 13H

O MAU como é conhecido, surgiu com a tarefa de lutar a favor dos advogados por sentenças justas para seus clientes.

Por esse motivo mobilizam a sociedade em geral além dos advogados atuantes no estado, são mais de 100 mil advogados em 5.397 cidades.

Vários colegas e o presidente da OAB /RJ que também apoia o movimento e sede o auditório no 9º andar da OAB RJ para audiência pública dia 17/05 às 13h depois da negativa da mesma na ALERJ por motivos que ainda desconhece o movimento.

 

Diante de tal recusa da ALERJ em receber os advogados do estado,  o MAU – Movimento dos advogados unidos, publica em sua página no facebook com milhares de seguidores que informa e convida a população:

O Movimento dos Advogados Unidos vem informar a população do Estado do Rio de Janeiro que a Audiência Pública, inicialmente prevista para dia 17/05/2017 às 13h na ALERJ, foi cancelada pela Presidência da Casa, após um Comandante Militar da (inconstitucional) Força Nacional recomendar o cancelamento.

Salta aos olhos que, diversamente do que foi indicado como pálio para o cancelamento – medida de segurança – o que ocorreu foi a proteção dos interesses das grandes corporações econômicas pela classe legislativa.

Soma-se a essa proteção do Legislativo a proteção do Judiciário, que vem sendo efetivada por meio do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro através dos ilegais “enunciados” e entendimentos juridicamente pífios como a aberração denominada “mero aborrecimento”; os quais retiram manu militari, direitos dos consumidores concedidos por lei.

A temida audiência pública não tinha cunho político, lograva apenas chamar atenção da população para as atrocidades praticadas pelo Judiciário Carioca que, usurpando sua função constitucional, vem retirando direitos assegurados aos cidadãos nas normas de proteção ao consumidor, pelas mencionadas formas.

Tais “enunciados” transformaram o consumidor em algoz das empresas e aproveitadores, sabendo-se que, se existe uma demanda contra essas empresas é porque estas corporações não respeitam a legislação e principalmente os consumidores!

E o fazem com apoio do Judiciário Carioca, com o qual essas mesmas empresas mantém uma questionável relação de parceria, facilmente verificada pelas inúmeras vezes em que financiaram eventos de interesse do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Tais informações são de conhecimento público, não é novidade, basta consultar a rede mundial de computadores.

Aparentemente, por essa razão, algumas figuras se sentem pressionadas quando a sociedade se organiza para luta.

Para lutar contra esses abusos que o Movimento dos Advogados Unidos nasceu e continua militando e agora conclama a população para combater essas atrocidades.

Estamos exercendo nosso direito constitucional e nosso múnus público – defender a democracia –, não vamos parar.

Postulamos junto à Ordem dos Advogados do Brasil a cessão de espaço para que os advogados possam debater “o fim do dano moral”.

Iremos realizar nosso ato no dia 17/05/2017 às 13h no 9º Andar da OAB (Av. Marechal Câmara, 150, Centro, Rio de Janeiro).

Se você ainda não faz parte do Movimento Advogados Unidos, saiba que nossa profissão está em risco e se organizar é o único caminho possível para mudarmos essa realidade.

Você não está sozinho. Não tenha medo. Junte-se a nós!

#JuntosSomosMaisFortes
#AdvogadoForteSociedadeProtegida

O GAJ também apoia o movimento e segue na luta com os colegas!

Publicado em ADVOCACIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*